Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Dr. Furlan
          +notícias
   
Cuidado com os Refrigerantes Diet.
 
   

Refrigerantes diet aumentam acúmulo de gordura na cintura 

A bebida eleva ainda os riscos de diabetes tipo 2, derrame e doenças cardíacas

Efeito inverso: a bebida, usada normalmente para evitar o ganho de peso, está relacionada ao aumento no acúmulo de gordura na cintura

Efeito inverso: a bebida, usada normalmente para evitar o ganho de peso, está relacionada ao aumento no acúmulo de gordura na cintura (Thinkstock)

Os refrigerantes diet sempre estiveram relacionados a hábitos saudáveis, já que contêm poucas calorias. Mas eles podem ser extremamente prejudiciais à saúde, apontam pesquisas recentes. Segundo dados apresentados em uma conferência da Associação Americana de Diabetes, o consumo regular da refrigerante dietético resultou em um aumento até 70% maior na circunferência da cintura em relação às pessoas que não consomem a bebida. Esses refrigerantes ainda aumentariam os riscos de diabetes tipo 2, síndrome metabólica, derrame e doenças cardíacas.

No estudo, pesquisadores pela Escola de Medicina da Universidade do Texas analisaram dados de 474 adultos durante quase dez anos. Os voluntários informaram a frequência da ingestão do refrigerante diet e tiveram a circunferência da cintura, altura e peso medidos em quatro momentos diferentes. O objetivo era rastrear qualquer relação entre a bebida e o acúmulo de gordura no corpo com o passar do tempo.

Ao fim do estudo, os pesquisadores perceberam que a média da cintura de todos os participantes tinha aumentado. Mas aquelas pessoas que consumiam periodicamente refrigerantes diet tiveram um aumento 70% maior do que os que não consumiam refrigerantes de qualquer espécie. o período entre a primeira e a última medição foi nove anos e seis meses. Entre os consumidores mais vorazes, que bebem dois ou mais refrigerantes diet ao dia, o aumento na cintura foi de 500%.

Os motivos exatos que relacionam a bebida ao acúmulo de gordura abdominal, no entanto, não foram descobertos pela equipe de pesquisadores. Uma das hipóteses é a de que essas bebidas enganariam o cérebro, já que alimentos doces tendem a ser altamente calóricos, o que não acontece com a bebida. Assim, o cérebro estaria recebendo uma resposta errada do refrigerante, por causa do seu gosto doce. Algumas pesquisas afirmam que isso levaria o organismo a acumular mais gordura de reserva; outras, que isso aumentaria o apetite por alimentos altamente calóricos para suprir a lacuna criada pela bebida.

Diabetes — Outra pesquisa apresentada durante a conferência mostrou que os refrigerantes diet também estão relacionados com o diabetes tipo 2. No estudo, também da Universidade do Texas, a equipe mostrou que camundongos que ingeriam aspartame — adoçante usado nas bebidas — tinham níveis elevados de glicemia em jejum, um indicador do diabetes ou da condição pré-diabética.

Não é a primeira vez que se apontam os riscos dos refrigerantes dietéticos. Um estudo publicado no começo de 2011 já alertava que os refrigerantes diet podem ser responsáveis pelo aumento dos riscos de infarto e derrames.

javascript:nicTemp();

 
   
...
 
...
 
Anos a mais de vida têm menos q...
 
...
 
É sempre bom estar atento a essas questões.Vejam essa reportagem que saiu na Gazeta do Povo:...
 
...
 
E tem gente que acha inofensivo e "massa"....
 
Este...
 
Brasileiro consome ma...
 
Brasileiro abusa do s...
 
CIGARRO E CORAÇÃO: COMBINAÇÃO MORTAL...
 
...
 
ALERTA...
 
No inverno todo cuidado é pouco! Saiu na folha de São Paulo....
 
O IMPACTO DO CLIMA FRIO ...
 
...
 
...
 
Macarrão instantâneo com tempero é campeão em sódio ...
 
...
 
A linhaça é um alimen...
 
...
 
Gostei dessa pizza: é saudável e tem uma cara muito boa....
 
Aconteceu no final de ab...
 
...
 
Revista ÉPOCA: Viv...
 
...
 
O títu...